PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

China deve reduzir taxas referencial de empréstimo após corte de compulsório, mostra pesquisa Reuters

19/04/2022 08h26

XANGAI (Reuters) - As taxas de empréstimo de referência para os bancos comerciais da China provavelmente serão reduzidas em uma fixação mensal na quarta-feira, mostrou pesquisa da Reuters, conforme Pequim cautelosamente afrouxa as condições monetárias para ajudar a economia, afetada por lockdowns de combate ao coronavírus em várias cidades.

A taxa primária de empréstimos (LPR, na sigla em inglês), que os bancos normalmente cobram de seus melhores clientes, é definida no dia 20 de cada mês, quando 18 bancos comerciais designados apresentam suas propostas de juros ao Banco do Povo da China.

A grande maioria dos 28 operadores e analistas consultados em pesquisa da Reuters desta terça-feira espera uma redução neste mês.

Entre eles, 11, ou 39% de todos os entrevistados, previram corte marginal de 5 pontos-base na LPR de um ano e na LPR de cinco anos na quarta-feira. Outros seis participantes também esperam uma redução de 5 a 10 pontos em ambas as taxas.

Os 11 entrevistados restantes esperam que ambas as taxas fiquem inalteradas neste mês.

A maioria dos empréstimos novos e pendentes na China se baseia na LPR de um ano, que atualmente é de 3,7%. A taxa de cinco anos, que influencia o preço das hipotecas residenciais, é de 4,6%.

(Por Li Hongwei e Andrew Galbraith)