PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Mester, do Fed, quer aumentos "metódicos" dos juros, não gigantes

22/04/2022 18h26

(Reuters) - A presidente do Federal Reserve de Cleveland, Loretta Mester, se contrapôs nesta sexta-feira a expectativas do mercado de que o Fed adotará altas ainda maiores da taxa de juros para ajudar a reduzir a inflação, dizendo que prefere uma abordagem mais "metódica".

"Eu apoiaria neste momento, considerando onde a economia está, um aumento de 50 pontos-base em maio e mais alguns para chegar a esse nível de cerca de 2,5 por cento até o fim do ano", disse Mester na CBNC, referindo-se ao nível de custos de empréstimos que ela acredita que seria "neutro" para a atividade econômica.

Nesse ponto, disse Mester, o Fed poderia avaliar o estado da economia e da inflação para ou pausar o aperto ou promover novos aumentos.

Questionada se apoiaria um aumento de 75 pontos-base, ela disse: "Você não precisa ir lá neste momento".

Nesta sexta-feira, operadores chegaram a precificar dois desses aumentos de juros após uma alta de 0,50 ponto percentual em maio, um dia depois que o presidente do Fed, Jerome Powell, sinalizou uma postura agressiva contra a inflação, ressaltando que, diante da escalada dos preços nos EUA, "é apropriado avançar um pouco mais rapidamente".

"Fazer um movimento desproporcional na taxa de juros não me parece realmente o caminho certo a seguir", disse Mester. "Eu preferiria ser mais deliberativa e mais consistente no aumento da taxa."

Suas observações provavelmente serão o último comentário público de qualquer formulador de política monetária do Fed antes da próxima reunião, nos dias 3 e 4 de maio.

(Por Ann Saphir)