PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Preço sobe 2% com baixa expectativa de aumento imediato de produção saudita

15/07/2022 17h57

Por Laila Kearney

NOVA YORK (Reuters) - O petróleo subiu 2,5% nesta sexta-feira, depois que uma autoridade dos Estados Unidos disse à Reuters que um aumento imediato na produção de petróleo saudita não era esperado e que os investidores questionam se a Opep tem espaço para aumentar significativamente a produção da commodity.

O comentário durante a visita do presidente dos EUA, Joe Biden, ao Oriente Médio, ocorre em um momento em que a capacidade ociosa dos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) está acabando.

"Parte do suporte é que todos... que investigam a situação saudita veem que não têm muita capacidade restante", disse John Kilduff, sócio da Again Capital LLC em Nova York.

Os futuros de petróleo Brent fecharam em 101,16 dólares por barril, alta de 2,06 dólares, ou 2,1%, enquanto o petróleo WTI, dos EUA, fechou em 97,59 dólares por barril, com avanço de 1,81 dólar, ou 1,9%.

Ambos os benchmarks tiveram suas maiores quedas percentuais semanais em cerca de um mês, em grande parte devido a temores no início da semana de que uma recessão próxima prejudicaria a demanda. O Brent perdeu 5,5% em sua terceira queda semanal, enquanto o WTI caiu 6,9% em sua segunda queda semanal.

Biden, motivado por interesses de energia e segurança, chegou a Jeddah na sexta-feira e deveria pedir à Arábia Saudita que bombeasse mais petróleo.

Mas os Estados Unidos não esperam que a Arábia Saudita impulsione imediatamente a produção de petróleo e estão de olho no resultado da próxima reunião da Opep+ em 3 de agosto, disse uma autoridade dos EUA à Reuters.

(Reportagem de Laila Kearney, com reportagem adicional de Rowena Edwards em Londres e Jeslyn Lerh em Cingapura)