PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

FMI diz que negociações de empréstimo com a Tunísia continuarão nas próximas semanas

19/07/2022 16h28

TUNES (Reuters) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) disse que suas negociações com as autoridades tunisianas para um acordo sobre um pacote de resgate continuarão "nas próximas semanas", à medida que o governo tenta evitar um colapso nas finanças públicas.

O FMI disse ter feito "bom progresso" nas negociações com as autoridades sobre um pacote de reformas que o governo está propondo como parte do acordo geral.

Autoridades tunisianas haviam indicado que esperavam chegar a um acerto mais cedo neste ano para tentar garantir 4 bilhões de dólares em assistência financeira.

Os esforços da Tunísia para garantir o apoio do FMI foram adiados por meses devido à turbulência política em Tunes, depois que o presidente Kais Saied tomou o controle do governo e do Parlamento no verão passado (no Hemisfério Norte).

Na próxima semana, Saied realizará um referendo a respeito da proposta de uma nova constituição que formalizará os poderes ampliados assumidos por ele, embora a maioria dos partidos políticos tenha rejeitado a medida.

A Tunísia propôs cortes na massa salarial do setor público, em subsídios e em custos de manutenção de empresas estatais deficitárias.

"As autoridades estão fazendo progressos importantes em sua agenda econômica. Agora é fundamental acelerar a implementação dessa agenda", disse o Fundo. "A ampla adesão será essencial."

O FMI já havia indicado que quaisquer reformas incluídas no acordo precisariam do apoio do poderoso sindicato UGTT, que provou ser capaz de paralisar a economia com greves.

No entanto, o sindicato rejeitou as reformas propostas pelo governo até agora e, no mês passado, realizou uma greve dos trabalhadores do setor público reagindo à decisão de Saied de não envolvê-lo na formulação da política econômica.

(Reportagem de Angus McDowall)