IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Lucro ajustado da Engie avança 10,9% no 4º tri para R$904 mi

16/02/2023 21h38

Por Nayara Figueiredo

SÃO PAULO (Reuters) - A Engie Brasil Energia obteve um lucro líquido ajustado de 904 milhões de reais no quarto trimestre de 2022, avanço de 10,9% ante igual período do ano anterior, conforme balanço publicado nesta quinta-feira.

Sem ajuste, o lucro líquido do período foi de 891 milhões de reais, ante 78 milhões registrados um ano antes, devido a uma combinação de fatores dentre eles a redução de efeitos não recorrentes com impacto líquido positivo de 723 milhões de reais.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado ficou em 1,735 bilhão de reais no último trimestre de 2022, queda de 22,8% no comparativo anual.

Já a receita operacional líquida do trimestre subiu 12%, para 3,1 bilhões de reais, mostraram os dados.

No acumulado de 2022, a companhia registrou lucro líquido ajustado de 2,764 bilhões de reais, 16,7% acima do resultado do ano anterior, enquanto o Ebitda ajustado caiu 3,8% para 6,941 bilhões, com efeito da repactuação do risco hidrológico ocorrido em 2021, disse a empresa.

“Em 2022, destacamos um cenário hidrológico favorável, possibilitando a sincronia entre a geração hidrelétrica, que é a bateria do nosso sistema, e a intermitência das fontes eólica e solar, em acelerada expansão de capacidade instalada no país em função dos subsídios ainda vigentes nestas fontes alternativas de energia”, disse em nota o diretor-presidente e de Relações com Investidores da Engie Brasil, Eduardo Sattamini.

Segundo ele, mesmo que a boa hidrologia leve à queda dos preços de liquidação de energia no curto prazo, a empresa está bem posicionada na gestão da contratação do portfólio.

A receita operacional líquida do ano passado somou 11,9 bilhões de reais, queda de 5,1%, resultado da redução da receita de construção das linhas de transmissão, decorrente do avanço das obras, e de menor receita das operações de trading.

"Estes efeitos foram atenuados pelo aumento de 4,3% no volume de energia vendida... sem considerar as operações de trading, e também pelo maior preço médio de venda, que atingiu 222,85 reais/MWh em 2022, valor 11,5% superior ao registrado em 2021."

A Engie ainda destacou que seu conselho de administração aprovou a distribuição de dividendos complementares no valor de 1,455 bilhão de reais, equivalente a 100% do lucro líquido ajustado de 2022.