IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

CEO da Disney chama retaliação de governador da Flórida de "anti-negócios"

03/04/2023 16h40

Por Dawn Chmielewski e Lisa Richwine

LOS ANGELES (Reuters) - O presidente-executivo da Walt Disney, Bob Iger, respondeu ao governador republicano da Flórida, Ron DeSantis, nesta segunda-feira, dizendo que sua aparente retaliação contra a Disney por tomar posição sobre uma legislação era "anti-negócios".

Após tentar inicialmente permanecer neutra, a Disney se opôs à Lei dos Direitos Parentais na Educação, da Flórida, que restringe a discussão sobre orientação sexual e identidade de gênero em sala de aula.

Pouco depois, DeSantis e a legislatura da Flórida agiram para eliminar a autonomia virtual que a empresa desfrutava no comando do Walt Disney World em Orlando.

Iger, em resposta a uma pergunta na reunião anual de acionistas da empresa, disse que a Disney pode não ter lidado bem com sua posição sobre o projeto de lei, mas acrescentou que as corporações têm o direito de expressar opiniões.

Ele disse que pareceu que DeSantis "decidiu retaliar contra nós". "Procurar punir uma empresa pelo exercício de um direito constitucional, isso me parece muito errado", disse Iger.

Ele também observou que a Disney emprega 75 mil pessoas no Estado norte-americano e receberá 50 milhões de visitantes no Disney World este ano.

"Esses esforços simplesmente para retaliar por uma posição que a empresa assumiu soam não apenas anti-negócios, mas também anti-Flórida", disse Iger.

Um representante da DeSantis não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.