IPCA
0,42 Mar.2024
Topo

Setor de serviços dos EUA desacelera em março, mostra ISM

05/04/2023 11h10

WASHINGTON (Reuters) - O setor de serviços dos Estados Unidos desacelerou mais do que o esperado em março com o enfraquecimento da demanda, enquanto uma medida dos preços pagos pelas empresas caiu para o nível mais baixo em quase três anos, dando ao Federal Reserve um impulso na luta contra a inflação.

O Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) disse nesta quarta-feira que seu PMI não manufatureiro caiu para 51,2 no mês passado, de 55,1 em fevereiro.

Leitura acima de 50 indica crescimento no setor de serviços, que responde por mais de dois terços da economia. Economistas consultados pela Reuters previam que o PMI não manufatureiro cairia para 54,5.

O PMI permanece acima do nível de 49,9, que o ISM diz que ao longo do tempo indica crescimento na economia como um todo. No entanto, a leitura mais fraca do que o esperado, na esteira de uma fraqueza contínua da atividade manufatureira no mês passado, aumenta o risco de recessão neste ano.

O ISM informou na segunda-feira que seu PMI de manufatura caiu em março para o nível mais baixo desde maio de 2020. Foi a primeira vez desde 2009 que todos os subcomponentes do PMI de manufatura ficaram abaixo do limite de 50.

O indicador da pesquisa de novos pedidos recebidos por empresas de serviços caiu para 52,2 no mês passado, de 62,6 em fevereiro.

Com o arrefecimento da demanda, a inflação do setor de serviços continuou em queda, embora ainda em nível elevado. Uma medida dos preços pagos pelos fornecedores de serviços por insumos caiu para 59,5, de 65,6 em fevereiro. O setor de serviços está agora no centro da luta contra a inflação, já que os preços tendem a ser mais persistentes e menos responsivos aos aumentos da taxa de juros.

(Reportagem de Lucia Mutikani)