IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

CEO do UBS diz à equipe do Credit Suisse para manter foco em clientes e negócios

06/04/2023 16h15

Por John Revill e Oliver Hirt

ZURIQUE (Reuters) - O presidente-executivo do UBS, Sergio Ermotti, disse aos funcionários do Credit Suisse que é "crucial" manter o foco nos clientes e manter os negócios funcionando à medida que a fusão dos dois bancos avança, de acordo com um memorando interno visto pela Reuters.

"Não podemos nos deixar distrair demais pelos esforços de integração", disse Ermotti no memorando. "É crucial para nós mantermos o foco em apoiar nossos clientes e manter a excelência operacional."

No mês passado, as autoridades suíças anunciaram a aquisição do Credit Suisse pelo UBS em uma fusão forçada para conter mais turbulências bancárias depois que o banco menor chegou à beira do colapso.

O UBS anunciou na semana passada que estava recontratando Ermotti como presidente-executivo, seu ex-chefe de 2011 a 2020, para conduzir a aquisição que criará um banco com 1,6 trilhão de dólares em ativos e mais de 120 mil funcionários.

Em sua primeira comunicação com a equipe do Credit Suisse após assumir o cargo de presidente-executivo do UBS, Ermotti disse que haverá "mudanças e decisões difíceis" pela frente.

O banco criado pela fusão está prestes a reduzir sua força de trabalho em 20% a 30%, noticiou o jornal suíço Tages-Anzeiger no fim de semana, citando um gerente sênior não identificado do UBS.

O vice-presidente do Conselho de Administração do UBS, Lukas Gaehwiler, disse aos acionistas do banco na quarta-feira que é muito cedo para especular sobre cortes de pessoal.

Ermotti pediu aos funcionários que fossem pacientes enquanto a empresa trabalhava em suas próximas etapas.

"Embora seja muito cedo para especular sobre o estado final da organização combinada, vocês têm meu compromisso de que trataremos todos os funcionários do Credit Suisse e do UBS de maneira justa", escreveu ele.