IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

UE abre compra conjunta de gás visando segurança energética no inverno

25/04/2023 11h04

Por Kate Abnett

BRUXELAS (Reuters) - A União Europeia lançou nesta terça-feira um esquema para que as empresas da região façam pedidos conjuntos para compra de gás, com o objetivo de garantir que a Europa tenha combustível suficiente e evitar a repetição dos preços recordes de energia do ano passado.

As empresas têm até 2 de maio para registrar quanto gás desejam comprar por meio do esquema do bloco, que excluirá o gás russo.

A plataforma coletará então ofertas de fornecedores globais para atender à demanda das empresas.

Os fornecedores e compradores negociarão contratos de gás. A União Europeia não estará envolvida nessas negociações comerciais.

O esquema cobrirá apenas cerca de 13,5 bilhões de metros cúbicos (bcm), de uma demanda total de gás da União Europeia de cerca de 360 bcm, mas deve ajudar os países a começar a preencher seu armazenamento de gás antes do pico da demanda no inverno.

Os países do blocos são obrigados a preencher o armazenamento de gás em 90% até novembro. O estoque já está mais da metade cheio --um nível incomumente alto para a época do ano, depois que os preços em alta ajudaram a fazer com que os países reduzissem o uso de energia no inverno. O clima relativamente ameno também reduziu a demanda.

Bruxelas quer que os primeiros acordos de gás sejam assinados nas próximas semanas e disse que repetirá o processo de licitação a cada dois meses pelos próximos 12 meses.

As empresas podem buscar entregas via gasodutos ou gás natural liquefeito (GNL) por meio do esquema, em volumes relativamente pequenos --até um terço de uma carga de GNL-- para ajudar as empresas menores a participar.