IPCA
0,83 Mai.2024
Topo

Haddad pede esforço para avaliar possibilidade de conciliar preservação com exploração na Foz do Amazonas

26/05/2023 18h57

(Reuters) - O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta sexta-feira que precisa haver esforço para se avaliar se é possível compatibilizar a preservação do ecossistema com a exploração de petróleo pela Petrobras na região da foz do rio Amazonas.

Em entrevista à GloboNews, Haddad disse que o Ministério do Meio Ambiente faz muito bem em zelar pelo patrimônio ambiental, mas que existem atualmente tecnologias para proteção ecológica, e a Petrobras estaria disposta a dar todas as garantias de que isso ocorreria. Segundo ele, a estatal tem conhecimento sobre a região e não estaria chegando no local agora.

"Temos cientistas muito capazes de oferecer os melhores pareceres para que a decisão seja tomada com muito embasamento. É uma área muito sensível do ponto de vista ecológico, que inspira cuidado pela sua riqueza", afirmou Haddad.

"Aquela região do país é muito impressionante e o Brasil e as empresas têm suas prerrogativas de exploração. É possível compatibilizar? Não sou eu que vou responder, mas tem que ser tentado um esforço de verificar as melhores possibilidades", acrescentou.

A declaração vem após a Petrobras retomar na véspera um pedido de licenciamento para perfuração de poço em bloco na região da Foz do Amazonas, no litoral do Amapá. O local tem grande potencial para petróleo, mas também enormes desafios do ponto de vista socioambiental.

A empresa na semana passada teve pedido negado pelo Ibama para perfuração de poços no mesmo bloco, o que opôs a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, que defendeu a decisão do órgão, e outros ministros do governo, como o de Minas e Energia, Alexandre Silveira.

(Por André Romani, em São Paulo)