FMI e Banco Mundial intensificarão cooperação sobre clima, dívida e transição digital

WASHINGTON (Reuters) - O Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial emitiram uma rara declaração conjunta, nesta quinta-feira, comprometendo-se a intensificar sua cooperação para enfrentar as mudanças climáticas, as vulnerabilidades da dívida e as transições digitais dos países.

O comunicado, que antecede a cúpula dos líderes do G20 na Índia nesta semana, afirmou que as duas instituições podem ajudar a enfrentar os desafios crescentes da economia global, do aumento dos desastres climáticos à desaceleração do crescimento e a fragmentação geopolítica, trabalhando juntas.

"As instituições de Bretton Woods, com seus membros universais e conhecimentos especializados, estão bem posicionadas para dar uma contribuição fundamental para ajudar os países a enfrentar esses desafios", disseram a diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, e o presidente do Banco Mundial, Ajay Banga, na declaração conjunta.

(Reportagem de David Lawder)

Deixe seu comentário

Só para assinantes