China mantém taxas de juros de referência à medida que a economia se estabiliza

XANGAI/CINGAPURA (Reuters) - A China deixou inalteradas as taxas de juros de referência para empréstimos em uma fixação mensal nesta quarta-feira, em linha com as expectativas, uma vez que novos sinais de estabilização econômica e o enfraquecimento do iuan reduziram a necessidade de afrouxamento monetário imediato.

Dados econômicos recentes mostraram que a segunda maior economia do mundo está se recuperando após uma desaceleração acentuada, enquanto a queda do iuan diminuiu a urgência de as autoridades reduzirem agressivamente as taxas de juros para sustentar o crescimento.

A taxa primária de empréstimos (LPR) de um ano foi mantida em 3,45%, enquanto a de cinco anos permaneceu em 4,20%.

A maioria dos empréstimos novos e pendentes na China é baseada na LPR de um ano, enquanto a taxa de cinco anos influencia o preço das hipotecas.

Em uma pesquisa da Reuters com 29 analistas e operadores, todos os participantes previram manutenção na LPR de um ano, enquanto a grande maioria deles também esperava que a taxa de cinco anos permanecesse estável.

A ampliação dos diferenciais de rendimento com outras economias importantes, principalmente com os Estados Unidos, e o crescimento doméstico fraco pressionaram o iuan chinês a cair mais de 5% em relação ao dólar este ano, levando as autoridades a intensificar os esforços para controlar a fraqueza.

(Reportagem de Winni Zhou, Tom Westbrook e Liangping Gao)

Deixe seu comentário

Só para assinantes