Stournaras diz que juros provavelmente atingiram pico e próximo passo do BCE será corte--Boersen-Zeitung

(.)

FRANKFURT (Reuters) - As taxas de juros do banco central Europeu (BCE) provavelmente atingiram seu pico e o próximo passo deve ser um corte, disse o chefe do banco central grego, Yannis Stournaras, ao jornal alemão Boersen-Zeitung, rejeitando a opinião de pares que mantêm em jogo outro aumento.

O BCE aumentou as taxas de juros pela 10ª vez consecutiva na semana passada mas sinalizou uma pausa, com os mercados considerando que sua orientação significa o fim do ritmo mais acentuado de aperto da política monetária para os 20 países da zona do euro.

Embora muitas autoridades, em sua maioria conservadores do norte do bloco, estejam mantendo outro aumento dos juros firmemente sobre a mesa, Stournaras disse que mesmo o último movimento não foi necessariamente justificado e que o aperto excessivo criou riscos para a estabilidade financeira.

"Acho que atingimos o pico da taxa de juros", disse ele ao Boersen-Zeitung desta quinta-feira. "Da forma como as coisas estão, presumo que nosso próximo passo será um corte na taxa de juros."

Ele disse que é prematuro discutir o afrouxamento da política monetária já que as taxas precisariam permanecer em seu nível atual por um período suficientemente longo, um prazo que ele supõe significar "alguns meses".

Os mercados veem uma chance modesta de um corte de juros em junho próximo, enquanto uma redução está quase totalmente precificada para julho.

Algumas autoridades de política monetária conservadoras previram um período mais longo de taxas estáveis, argumentando que um corte no primeiro semestre do próximo ano é improvável.

Stournaras disse que a inflação, ainda acima de 5%, cairá de volta para a meta de 2% do BCE até o final de 2025, ou um pouco antes.

Continua após a publicidade

(Reportagem de Balazs Koranyi)

Deixe seu comentário

Só para assinantes