Petrobras assina acordo de suprimento de gás para Potigás de R$536 mi

Por Marta Nogueira

RIO DE JANEIRO (Reuters) -A Petrobras assinou novos contratos para fornecimento de gás natural com a Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Norte (Potigás), de cerca de 536 milhões de reais, com vigência até dezembro de 2034, informou a petroleira em nota nesta quarta-feira.

Os contratos são resultado de processo negocial para ampliação do suprimento de gás para atendimento ao mercado cativo da distribuidora, no Rio Grande do Norte.

Esta é a décima primeira contratação entre Petrobras e companhias distribuidoras locais, aderente à nova carteira de produtos da petroleira, considerando as recentes contratações no segundo semestre deste ano, sendo a quarta no Nordeste, disse a empresa.

"As novas contratações na região Nordeste, bem como em todo país, mostram que a Petrobras está cumprindo com êxito o objetivo de garantir a competitividade do gás natural na matriz energética, além de oferecer produtos mais flexíveis, com diferentes modalidades de prazo e indexadores, o que possibilita uma melhor otimização do portfólio de cada companhia distribuidora", disse em nota o diretor de Transição Energética e Sustentabilidade da Petrobras, Maurício Tolmasquim.

"Nossa previsão de investimentos próprios nesta área supera 25 bilhões de reais nos próximos anos, garantindo que o gás natural siga como o combustível competitivo e pilar da transição energética."

Com a abertura do mercado de gás natural, a Petrobras reiterou que desenvolveu uma nova carteira comercial para venda de gás com prazos, indexadores e locais de entrega diversificados, visando assegurar a sua competitividade nas chamadas públicas em curso pelas distribuidoras estaduais e na comercialização via Mercado Livre.

Em setembro, a Petrobras informou à Reuters que previa uma redução do preço do gás vendido a distribuidoras de até 14% a partir de janeiro de 2024, com a celebração de novos contratos com oito companhias à época.

(Por Marta Nogueira e Gabriel Araujo; edição de Roberto Samora)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes