Índice Nikkei fecha perto dos 32 mil pontos

Por Kevin Buckland

TÓQUIO (Reuters) - O índice de ações japonesas Nikkei ultrapassou a marca psicológica de 32.000 pontos durante a sessão desta quinta-feira, pela primeira vez em duas semanas, após perder força e encerrar o pregão perto desta marca em meio a apostas sobre o fim do ciclo de aperto monetário do Federal Reserve e um pico nos rendimentos dos títulos dos EUA.

As ações relacionadas a chips estiveram entre os maiores ganhos do índice de referência, já que as ações de crescimento se beneficiaram da expectativa de custos de empréstimos mais baixos.

O Fed deixou as taxas inalteradas em sua decisão de política monetária na quarta-feira, com os investidores considerando dovish o tom comedido do presidente Jerome Powell em relação a outro aumento da taxa de juros.

"O mundo inteiro está esperando que o Fed diminua a velocidade, faça uma pausa e sinalize que acabou", disse Steen Jakobsen, diretor de investimentos do Saxo Bank, em uma entrevista em Tóquio.

Um pico nas taxas do Fed poderia ajudar a elevar o Nikkei até 34.000 no final do ano, disse Jakobsen.

"Acho que pode ser um Natal feliz para o Nikkei."

O Nikkei encerrou o dia com alta de 1,1%, em 31.949,89, depois de atingir 32.087,13 pela primeira vez desde 18 de outubro.

Na semana, o Nikkei fechou em alta de 3,09%. Os mercados japoneses estarão fechados para um feriado público na sexta-feira.

Continua após a publicidade

A fabricante de equipamentos de teste de chips Advantest subiu 10%, tornando-se a maior ganhadora em porcentagem e pontos do Nikkei pelo segundo dia.

Outras ações relacionadas a chips que registraram ganhos extraordinários foram a Screen Holdings, que subiu 7,7%, e a Renesas Electronics, que subiu 5,34%.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes