Google e Lendlease encerram negócios imobiliários de US$15 bi na Baía de São Francisco

Por Himanshi Akhand

(Reuters) - O Lendlease Group e o Google estão encerrando mutuamente acordos de desenvolvimento imobiliário que envolvem quatro distritos planejados avaliados em 15 bilhões de dólares na região da Baía de São Francisco, na Califórnia, informou a empresa australiana nesta sexta-feira.

A Lendlease acertou o contrato com o Google em 2019 para desenvolver espaços residenciais e de varejo em Sunnyvale, San Jose e Mountain View, o que poderia trazer cerca de 15 mil novas unidades habitacionais para a região.

O mercado imobiliário comercial da Califórnia vem sendo um dos mais atingidos globalmente, já que o trabalho remoto reduziu a demanda por espaço corporativo em meio ao declínio do valor das propriedades.

De acordo com o projeto, a Lendlease deveria desenvolver cerca de 1,4 milhão de metros quadrados de espaço residencial, de varejo e de hospitalidade, enquanto o Google se encarregaria por áreas de escritórios.

"Temos otimizado nossos investimentos imobiliários na área da baía, e parte desse trabalho é analisar uma variedade de opções para levar adiante nossos projetos de desenvolvimento e cumprir nosso compromisso de moradia", disse Alexa Arena, diretora sênior de desenvolvimento do Google.

Até o final de junho, 12.900 das unidades habitacionais planejadas foram aprovadas para desenvolvimento em San Jose e Mountain View, de acordo com o Google.

Um porta-voz disse que Google ainda está buscando trabalhar com incorporadores e investidores para levar adiante os empreendimentos na área da Baía de São Francisco.

No início deste ano, a Lendlease também pausou o Hayes Point, um projeto de 47 andares na região central de São Francisco e seu maior investimento nas Américas, buscando locatários ou um co-investidor.

Continua após a publicidade

(Por Himanshi Akhand)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes