Alta de taxas dos Treasuries não está vinculada à perspectiva sobre juros, diz diretora do Fed

Por Howard Schneider

WASHINGTON (Reuters) - A recente alta nos rendimentos dos títulos de longo prazo dos Estados Unidos não parece ter sido impulsionada pelas expectativas, entre os investidores, de novos aumentos na taxa básica de juros, disse a diretora do Federal Reserve Lisa Cook nesta segunda-feira.

Ela fez uma distinção importante sobre como essas taxas baseadas no mercado podem ser avaliadas dentro do banco central norte-americano.

Os rendimentos do mercado baseados na expectativa de novas ações do banco central desafiariam as autoridades do Fed prosseguir com novos aumentos. Já as taxas impostas por outros fatores poderiam restringir as condições financeiras e ajudar a desacelerar a demanda e a inflação, independentemente de quaisquer outras medidas do Fed.

"As decomposições entre as mudanças nas taxas esperadas e os prêmios de prazo dependem dos modelos específicos e das premissas utilizadas", disse Cook em comentários para a Duke University. "Mas eu diria que uma expectativa de uma taxa básica mais alta no curto prazo não parece estar causando o aumento nos juros de prazo mais longo."

A taxa de juros do Treasury de dez anos sobe cerca de um ponto percentual desde o verão norte-americano e ultrapassou o nível de 5% no fim do mês passado, antes de cair nos últimos dias para seu patamar atual em torno de 4,64%. O Fed não eleva sua taxa de juros desde julho.

Cook não comentou sua opinião específica sobre a taxa de juros do Fed e se concentrou, em vez disso, em uma visão geral das questões de estabilidade financeira.

Na semana passada, o Fed manteve a taxa de juros inalterada, com o chair da instituição, Jerome Powell, observando que juros baseados no mercado mais altos poderiam ter o mesmo objetivo de controlar a inflação que os aumentos na taxa básica do banco central, desde que sejam sustentados e não tenham como premissa uma ação adicional na autoridade monetária.

Em sua visão geral da estabilidade financeira, Cook disse achar que o sistema bancário havia resistido às tensões da última primavera e "permanece sólido e resiliente no geral".

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes