Greves no setor automobilístico afetam produção industrial dos EUA em outubro

WASHINGTON (Reuters) - A produção nas fábricas dos Estados Unidos caiu mais do que o esperado em outubro uma vez que as greves do sindicato United Auto Workers (UAW) contra as três maiores montadoras de Detroit pressionou a fabricação de veículos.

A produção manufatureira caiu 0,7% no mês passado, informou o Federal Reserve nesta quinta-feira. Os dados de setembro foram revisados para baixo, mostrando que a produção nas fábricas aumentou 0,2% em vez de 0,4% como informado anteriormente. Economistas consultados pela Reuters previam queda de 0,3%.

A produção nas fábricas caiu 1,7% em outubro em relação ao mesmo mês do ano anterior.

A produção de veículos automotores e peças caiu 10,0%, depois de ter recuado 0,5% em setembro. O UAW encerrou sua ação industrial nas fábricas dos EUA de propriedade da General Motors, da Ford e da Stellantis.

Excluindo veículos automotores e peças, a produção manufatureira subiu 0,1%. A manufatura, que responde por 11,1% da economia, tem sido prejudicada pelos custos mais altos de empréstimos, com os gastos das empresas com equipamentos diminuindo no terceiro trimestre.

A produção de mineração aumentou 0,4% depois de ter ficado inalterada em setembro. A produção de serviços públicos caiu 1,6%, após queda de 0,6% no mês anterior. A produção industrial geral caiu 0,6% em outubro, depois de ter aumentado 0,1% em setembro.

(Reportagem de Lucia Mutikani)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes