Ações europeias encerram a semana em alta, com rendimentos de títulos em queda por apostas de corte nos juros

Por Ankika Biswas e Bansari Mayur Kamdar

(Reuters) - As ações europeias subiram nesta sexta-feira, impulsionadas pelos setores financeiro e de saúde, e encerraram a semana em alta devido ao crescente otimismo de que os bancos centrais reduzirão agressivamente as taxas de juros no próximo ano.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 1,01%, a 455,82 pontos, e encerrou a semana com alta de 2,8%, com a queda dos rendimentos dos títulos.

Os rendimentos dos títulos do governo alemão atingiram seu nível mais baixo em mais de dois meses, com os mercados monetários precificando cortes de 100 pontos-base pelo Banco Central Europeu (BCE) até o final de 2024.

"Quando o crescimento está desacelerando nos EUA, aumentam as expectativas de que os bancos centrais de todo o mundo provavelmente seguirão o mesmo caminho", disse Giles Coghlan, analista-chefe de mercado da corretora GCFX.

"Com as perspectivas de crescimento da Europa parecendo sombrias, os mercados estão naturalmente começando a procurar por cortes nos juros."

Novos dados confirmaram que a inflação anual desacelerou acentuadamente na zona do euro em outubro.

Entretanto, os investidores permaneceram cautelosos quanto ao impacto de aumentos anteriores dos juros sobre o crescimento econômico e os balanços das empresas.

O formulador de política monetária do BCE Robert Holzmann repetiu que o banco central deve estar pronto para aumentar os juros novamente, se necessário, e disse que não esperava que o BCE começasse a cortar as taxas de depósito no segundo trimestre, como alguns pensam.

Continua após a publicidade

As ações imobiliárias, que são mais sensíveis aos juros subiram 1,7%.

As mineradoras tiveram o melhor desempenho setorial do dia e da semana, impulsionadas pelos preços firmes do cobre, com o enfraquecimento do dólar dos EUA

As ações do setor de saúde ganharam 1,2%, com os nomes de peso AstraZeneca

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,26%, a 7.504,25 pontos

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,84%, a 15.919,16 pontos

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,91%, a 7.233,91 pontos

Continua após a publicidade

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,82%, a 29.498,43 pontos

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,97%, a 9.761,40 pontos

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,53%, a 6.280,56 pontos

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes