Carf suspende sessões desta 3ª por movimento grevista

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) suspendeu as sessões desta terça-feira em meio ao movimento grevista dos auditores fiscais, de acordo com portaria publicada nesta terça-feira.

A suspensão se dá "em razão da falta de quórum regimental para instalação e deliberação do colegiado, motivada pela greve da categoria funcional dos conselheiros representantes da Fazenda Nacional", de acordo com a portaria.

"O governo, que advoga pelo cumprimento de acordos para otimizar custos, persiste em descumprir o acordo firmado durante a gestão da presidente Dilma Rousseff, datado de 2016. Sem esse cumprimento, os auditores permanecerão em greve, impactando qualquer plano da Receita Federal para aumentar a arrecadação e atingir a meta de déficit zero", afirmou o presidente da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Unafisco), Mauro Silva, em nota.

O Banco Central também vem enfrentando mobilização de servidores, que já alterou as datas de divulgações de vários dados econômicos.

No mais recente, o BC informou nesta terça mudança nas datas de suas notas econômico-financeiras de outubro, bem como adiamento por um dia dos números do fluxo cambial, para quinta-feira.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes