CSN capta US$500 mi em emissão de dívida de 7 anos

Por Andre Romani

SÃO PAULO (Reuters) - A CSN levantou 500 milhões de dólares através de uma emissão de dívida no exterior com vencimento em 2030 e precificada a uma taxa de juros de 8,875% ao ano, informou a companhia nesta quinta-feira.

A emissão foi feita através da unidade CSN Resources, com garantia da CSN, de acordo com comunicado ao mercado divulgado pelo grupo de siderurgia e mineração.

Os recursos captados serão utilizados para financiar uma oferta de recompra de dívida externa anunciada na véspera pela CSN, de notas com prazo em 2026, e para propósitos corporativos gerais, segundo a empresa.

Bradesco BBI, BTG Pactual, Citi, Crédit Agricole, JPMorgan, Morgan Stanley, Santander e UBS coordenaram a emissão, de acordo com o IFR, serviço da LSEG.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes