China diz que Boeing é bem-vinda para aprofundar desenvolvimento no mercado do país

PEQUIM (Reuters) - O vice-diretor do órgão regulador de aviação da China disse nesta-sexta-feira a um executivo da Boeing, em Pequim, que a fabricante de aviões é bem-vinda para aprofundar seu desenvolvimento no mercado chinês.

A Boeing foi convidada a continuar fortalecendo os intercâmbios e a cooperação com o órgão regulador e com o setor de aviação na China, disse Hu Zhenjiang, da Administração de Aviação Civil da China (CAAC), em reunião com Mike Fleming, vice-presidente sênior da Boeing para programas de desenvolvimento e suporte ao cliente.

A reunião ocorreu no momento em que a China está considerando retomar as compras das aeronaves 737 Max para as companhias aéreas chinesas, mais de quatro anos depois de terem sido interrompidas em decorrência de dois acidentes mortais.

Hu disse que a aviação civil da China e a Boeing têm 50 anos de "intercâmbio e cooperação amigáveis", e os dois lados estabeleceram uma relação de trabalho "estreita" em uma série de áreas.

"No futuro, o mercado de transporte aéreo da China tem amplas perspectivas de desenvolvimento, e o tamanho da frota de aviação civil da China continuará crescendo rapidamente", disse ele.

Fleming disse a Hu que a Boeing atribui grande importância ao mercado chinês e continua otimista com relação ao desenvolvimento futuro da empresa, de acordo com o comunicado da CAAC.

A Boeing está disposta a "aprofundar ativamente a cooperação com a China, trabalhar em conjunto para promover o desenvolvimento do setor de aviação e continuar fornecendo produtos melhores para o benefício do povo da China, dos Estados Unidos e do mundo", disse Fleming.

A China e os EUA têm pressionado por um aumento substancial dos voos entre os dois países, enquanto suas relações têm mostrado sinais de descongelamento após meses de tensões.

(Por Ethan Wang, Ella Cao e Brenda Goh)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes