Acordo para Sequoia incorporar MOVE3 prevê R$50 mi mais ações

(Reuters) - A Sequoia Logística e Transporte divulgou nesta quarta-feira mais detalhes envolvendo acordo assinado no final do ano passado com acionistas do Grupo MOVE3 para uma fusão das empresas, que prevê a incorporação da MOVE3 pela Sequoia.

Conforme o novo fato relevante sobre a potencial operação, os acionistas da MOVE3 receberão uma parcela em caixa correspondente a 50 milhões de reais e uma parcela de 726.830.161 novas ações de emissão da Sequoia.

O número de papéis a serem emitidas foi estabelecido com base no valor unitário médio por ação da Sequoia tendo em vista o fechamento dos últimos 30 pregões na B3 anteriores à data de assinatura do memorando de entendimento vinculante.

A proporção entre a parcela caixa e as novas ações que compõem o valor indicativo poderá variar com base em condições previstas no memorando, desde que a parcela caixa não seja inferior a 50 milhões de reais.

A Sequoia estima que as novas ações serão representativas de 34% a 42,5% do capital social da companhia, assumindo a conclusão do processo de reestruturação financeira da empresa atualmente em curso.

Em comunicado na véspera sobre a operação, a empresa já havia dito que os acionistas da MOVE3 -- incluindo o fundo de investimento JGB e a gestora de ativos Newfoundland Capital -- teriam participação societária "relevante" na futura companhia.

A Sequoia tem atualmente uma capitalização de mercado de 133,7 milhões de reais, de acordo com dados da LSEG. A empresa teve sua oferta pública inicial precificada a 12,40 reais por ação em 2020, mas suas ações despencaram 97% desde então.

Na terça-feira, após o anúncio do negócio, as ações da Sequoia dispararam quase 108%, fechando o dia a 0,79 real.

(Por Paula Arend Laier)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes