Ações da China caem com preocupações macroeconômicas superando otimismo com dados

XANGAI (Reuters) - As ações chinesas fecharam em queda nesta quinta-feira, pressionadas pelo setor de bebidas e com os investidores ainda preocupados com fatores macroeconômicos, apesar de uma pesquisa ter mostrado que a atividade de serviços expandiu no ritmo mais rápido em cinco meses.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, fechou com queda de 0,92%, enquanto o índice de Xangai caiu 0,43%. O índice Hang Seng, de Hong Kong, ficou estável.

A atividade de serviços da China expandiu em dezembro no ritmo mais rápido em cinco meses, graças a um sólido aumento nos novos negócios, segundo uma pesquisa do setor privado.

No entanto, é improvável que esses dados por si só melhorem significativamente o sentimento do mercado, dada a ampla fraqueza no setor imobiliário e nos preços ao consumidor, disseram analistas do UBS em uma nota.

As ações de bebidas caíram 2,3% e lideraram as quedas, com Luzhou Laojiao e Kweichou Moutai perdendo 3,3% e 1,5%, respectivamente.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,53%, a 33.288 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG ficou estável, a 16.645 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,43%, a 2.954 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,92%, a 3.347 pontos.

Continua após a publicidade

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,78%, a 2.587 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,06%, a 17.549 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,79%, a 3.174 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,39%, a 7.494 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes