Minério de ferro amplia ganhos em Dalian com esperança de estímulos e reabastecimento

PEQUIM (Reuters) - Os contratos futuros do minério de ferro na bolsa de Dalian subiram pela quarta sessão consecutiva nesta quinta-feira, sustentados por esperanças persistentes de mais estímulos e necessidades de reabastecimento das siderúrgicas na China, principal mercado consumidor do minério, embora a redução das margens do aço tenha limitado os ganhos.

O contrato de maio do minério de ferro mais negociado na Bolsa de Mercadorias de Dalian (DCE) da China encerrou o dia com alta de 0,3%, a 1.016 iuanes (142,09 dólares) a tonelada.

O banco central da China concedeu 350 bilhões de iuanes em empréstimos a bancos de apólices por meio de programa de crédito suplementar (PSL) em dezembro, alimentando as expectativas de maior apoio ao setor imobiliário do país, que enfrenta dificuldades.

"É provável que o PSL seja usado para os 'três grandes projetos', impulsionando o sentimento", disseram os analistas da Everbright Futures em uma nota.

Os três grandes projetos referem-se à construção de moradias populares, reforma de vilas urbanas e construção de infraestrutura pública para uso duplo.

Os analistas do Citi escreveram em uma nota que os formuladores de políticas intensificariam o apoio aos "três grandes projetos", beneficiando a demanda por aço e minério de ferro.

Enquanto isso, os ganhos de preço do principal ingrediente da fabricação de aço diminuíram com o alívio das preocupações sobre uma interrupção no fornecimento da Austrália.

A Fortescue informou na quarta-feira que vários vagões de minério de ferro foram descarrilados dos trilhos da empresa no sábado em suas operações na Austrália Ocidental.

O quarto maior produtor de minério de ferro do mundo disse na quinta-feira que as operações ferroviárias foram retomadas na quarta-feira, conforme previsto.

Continua após a publicidade

O minério de ferro de referência para fevereiro na Bolsa de Cingapura, no entanto, caía 1,13%, a 141,05 dólares por tonelada, arrastado por um dólar mais forte, já que os investidores reavaliaram suas expectativas quanto à escala de cortes de taxas pelo Federal Reserve este ano após a divulgação da ata da reunião de dezembro.

(Reportagem de Amy Lv e Andrew Hayley)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes