Ações da China atingem mínimas de 5 anos por tensões com Taiwan e EUA

XANGAI (Reuters) - O índice de blue-chips da China atingiu uma mínima em quase cinco anos nesta segunda-feira, enquanto as ações de Hong Kong caíram quase 2% em meio ao enfraquecimento da confiança na economia e ao aumento das tensões geopolíticas.

O sentimento também foi afetado pela notícia de que o órgão regulador de valores mobiliários da China está permitindo que os administradores de fundos mútuos vendam mais ações do que compram por dia, removendo uma proibição de venda líquida adotada no final do ano passado.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, fechou com queda de 1,29%, no nível de fechamento mais baixo desde fevereiro de 2019.

O índice de Xangai caiu 1,42% e fechou em seu nível mais baixo desde abril de 2022.

O índice Hang Seng, de Hong Kong, teve baixa de 1,88%, pressionado por ações de tecnologia.

O Ministério da Defesa de Taiwan disse que detectou mais três balões chineses sobrevoando o Estreito de Taiwan no domingo. O ministério acusou a China, no sábado, de ameaçar a segurança da aviação e de fazer guerra psicológica contra o povo da ilha com os balões, dias antes das eleições em Taiwan.

Enquanto isso, o Ministério das Relações Exteriores da China disse no domingo que o país sancionará cinco fabricantes militares dos EUA em resposta à última rodada de vendas de armas dos EUA para Taiwan.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei permaneceu fechado.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,88%, a 16.224 pontos.

Continua após a publicidade

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,42%, a 2.887 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,29%, a 3.286 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,40%, a 2.567 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,31%, a 17.572 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,09%, a 3.187 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,50%, a 7.451 pontos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes