Dólar sobe ante real com expectativa por dados de inflação dos EUA

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar tinha alta frente ao real nesta segunda-feira, com o foco de investidores passando para dados de inflação norte-americanos desta semana após uma recente moderação nas apostas de cortes de juros pelo Federal Reserve em 2024.

Às 10:19 (horário de Brasília), o dólar à vista avançava 0,50%, a 4,8964 reais na venda.

Na B3, às 10:19 (horário de Brasília), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento subia 0,37%, a 4,9115 reais.

Participantes do mercado aguardam dados do índice de preços ao consumidor dos Estados Unidos de dezembro, que serão divulgados na quinta-feira, para tentar avaliar melhor a trajetória da política monetária do Fed.

"Economistas estão esperando uma nova queda no número básico e qualquer surpresa de alta dificulta a flexibilização do Federal Reserve, aumentando a recente alta do dólar", disse Eduardo Moutinho, analista de mercado da Ebury.

Recentemente, operadores reduziram as apostas num início em março do afrouxamento monetário do Fed, depois que um importante relatório de emprego do governo dos EUA mostrou uma criação de vagas acima do esperado em dezembro.

A força do mercado de trabalho pode ser um argumento para o banco central norte-americano ser mais cauteloso na condução da política monetária, já que é um potencial risco inflacionário.

Ao mesmo tempo, "o dólar segue recuperando as perdas do fim de 2023, especialmente ante as moedas de exportadores de commodities, em dia negativo para essas, com destaque para o petróleo, que sente o corte dos preços de venda do barril pela Arábia (Saudita)", disse Nicolas Borsoi, economista-chefe da Nova Futura Investimentos.

Continua após a publicidade

Os contratos futuros do petróleo Brent caíam cerca de 2,5% nesta manhã, sentindo, além do aumento de preço pelos sauditas, uma alta no volume de produção da Opep.

No Brasil, participantes do mercado disseram que o foco da semana será a divulgação do IPCA de dezembro e de 2023, com expectativas de que a inflação encerrou o ano passado dentro da faixa de tolerância da meta.

Na última sessão, na sexta-feira, o dólar à vista fechou o dia cotado a 4,8720 reais na venda, em baixa de 0,72%.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes