Produção industrial da Alemanha tem queda inesperada em novembro

Por Maria Martinez

(Reuters) - A produção industrial da Alemanha caiu inesperadamente em novembro em comparação com o mês anterior, informou a agência federal de estatísticas nesta terça-feira, marcando o sexto declínio mensal consecutivo.

Em novembro, a produção industrial caiu 0,7% em comparação com o mês anterior. Analistas consultados pela Reuters projetavam um aumento de 0,2%.

"A queda inesperada na produção industrial alemã em novembro mostra que as empresas estão reagindo cada vez mais ao recuo na carteira de pedidos", disse o economista-chefe do Commerzbank, Joerg Kraemer.

As encomendas à indústria aumentaram apenas 0,3% em relação ao mês anterior em novembro, informou a agência de estatísticas na segunda-feira.

O declínio foi generalizado. A produção de bens de capital diminuiu 0,7% no mês, a de bens intermediários caiu 0,5% e a de bens de consumo, 0,1%.

Houve um aumento de 3,9% na produção de energia, enquanto a produção na construção contraiu 2,9% em relação ao mês anterior.

A agência de estatísticas da Alemanha revisou os dados de outubro para um declínio de 0,3% da produção industrial no mês, em vez de queda de 0,4%.

A produção industrial está agora mais de 9% abaixo de seu nível pré-pandemia, quase quatro anos desde o início da Covid-19, disse Carsten Brzeski, chefe global de macro do ING.

Continua após a publicidade

Olhando para o futuro, o quadro de curto prazo da indústria alemã dá muito poucos motivos para otimismo, disse ele.

"Com um pouso suave ou difícil da economia dos EUA e ainda muito pouco impulso positivo de crescimento na China, a demanda externa pela produção industrial alemã provavelmente continuará fraca", disse Brzeski.

(Reportagem de Maria Martinez em Berlim e Tristan Veyet em Gdansk)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes