Stellantis investirá em fabricante francês de baterias de íons de sódio para produção de VEs

PARIS (Reuters) - A Stellantis anunciou nesta sexta-feira que está investindo na startup francesa de baterias de íons de sódio Tiamat para diversificar seu portfólio e produzir veículos elétricos em massa, reduzindo o risco de escassez de recursos.

O valor exato do investimento, que faz parte de uma captação inicial de recursos de 150 milhões de euros da Tiamat, não foi divulgado.

Os fundos serão usados em parte para a construção de uma fábrica de baterias no norte da França, disse o presidente-executivo da Tiamat, Herve Beuffe, a jornalistas.

Esse local, a quinta gigafábrica para a cadeia de suprimentos de veículos elétricos na região, deverá ter uma capacidade inicial de 0,7 gigawatt-hora até 2026, que poderá ser aumentada para 5 GWh até 2029, acrescentou.

Nascida do instituto estatal de pesquisa científica da França, o CNRS, em 2017, a Tiamat afirma que pode produzir baterias competitivas sem lítio, um metal muito procurado devido ao boom global de eletrificação, que ela substitui por sódio, muito mais abundante.

Essas baterias, que são mais baratas, mas também oferecem menos quilometragem, serão adequadas para veículos pequenos. Seu alcance reduzido pode ser compensado por uma capacidade de carregamento mais rápida, diz a startup.

"Explorar novas opções para baterias mais sustentáveis e econômicas, mais sustentáveis e acessíveis que usam matérias-primas amplamente disponíveis é uma parte fundamental de nossas ambições do plano estratégico Dare Forward 2030, que nos levará a atingir carbono líquido zero até 2038", disse Ned Curic, diretor de Engenharia e Tecnologia da Stellantis.

(Reportagem de Gilles Guillaume)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes