China precisa de reformas para interromper queda "significativa" do crescimento, alerta chefe do FMI --CNBC

(Reuters) - A China precisa de reformas estruturais para evitar "um declínio bastante significativo nas taxas de crescimento", disse a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, à CNBC em uma entrevista nesta segunda-feira.

No curto prazo, o setor imobiliário da China ainda precisa ser "consertado", juntamente com um alto nível de dívida do governo local, disse Georgieva, falando à CNBC no Fórum Econômico Mundial em Davos.

"Em última análise, o que a China precisa é de reformas estruturais para continuar a abrir a economia, para equilibrar o modelo de crescimento mais voltado para o consumo interno, o que significa criar mais confiança nas pessoas, de modo que (os cidadãos) não economizem, gastem mais", disse Georgieva, segundo a CNBC.