É "prematuro" pensar que cortes nos juros estão próximos, diz presidente do Fed de San Francisco

(Reuters) - A presidente do Federal Reserve Bank de San Francisco, Mary Daly, disse nesta sexta-feira achar que ainda há "muito trabalho a ser feito" para trazer a inflação de volta à meta de 2% do banco central dos Estados Unidos, e que é "prematuro" pensar que os cortes na taxa básica de juros estão próximos.

Daly, em uma entrevista à Fox Business Network, disse que precisa de mais evidências de que a inflação está em queda para se sentir confiante o suficiente para ajustar a política monetária.

"Estamos totalmente comprometidos com a restauração da estabilidade de preços e, é claro, com o máximo de cuidado possível, mas ainda temos muito trabalho a fazer: ainda não chegamos lá e é muito cedo para declarar vitória... é realmente prematuro pensar que isso (corte da taxa básica) está próximo.", disse Daly à emissora.

"É preciso ver mais evidências de que (a inflação) está voltando consistentemente e de forma sustentável para os 2% para que eu me sinta confiante o suficiente para começar a ajustar" a política monetária, disse Daly. Sinais iniciais de que o mercado de trabalho está começando não apenas a desacelerar, mas a vacilar, também poderiam levá-la a considerar reduções nos custos de empréstimos, afirmou ela.

"Nenhum desses fatores, no momento, está me levando a pensar que um ajuste é necessário, mas definitivamente queremos ficar atentos a esses aspectos", disse ela.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes