Oi indica novo presidente-executivo

SÃO PAULO (Reuters) - A companhia de telecomunicações Oi, que atravessa uma segunda recuperação judicial consecutiva, anunciou no final da noite de quinta-feira que o atual presidente-executivo não vai renovar contrato com a empresa e que será substituído por membro independente do conselho de administração.

"O executivo e o conselho de administração tomaram a decisão, de comum acordo, de não renovação do mandato para o próximo período", afirmou a Oi se referindo a Rodrigo Modesto de Abreu.

O mandato de dois anos de Abreu acaba no final deste mês e para seu lugar a companhia indicou Mateus Affonso Bandeira, que também é conselheiro da Vibra Energia, Intelbrás e Marcopolo, e já foi presidente-executivo da consultoria Falconi e do Banrisul.

"Nessa nova fase da Oi, além dos desafios imediatos de aprovação do novo plano de recuperação judicial e conclusão do acordo para a resolução da concessão STFC, a companhia manterá o foco crítico na redução dos custos operacionais em todas as suas áreas, em particular nas áreas ligadas às operações legadas, e na aceleração de suas operações Oi Fibra e Oi Soluções", afirmou a empresa em comunicado ao mercado.

A expectativa da Oi é que o novo plano seja apresentado até o final deste mês.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes