Com ETFs, bitcoin vai se comportar melhor em Wall Street?

Por Lisa Pauline Mattackal e Medha Singh

(Reuters) - O Bitcoin comemorou seu 15º aniversário este mês, entrando em Wall Street com um estrondo efervescente. Agora, o jovem ativo pode ter que crescer rapidamente.

Os investidores adotaram 11 fundos negociados em bolsa (ETFs) dos Estados Unidos, acompanhando o preço à vista do bitcoin, que começaram a ser negociados em 11 de janeiro após receberem aprovação regulamentar.

Após dois dias de negociação, eles detinham um total de 644.860 bitcoins no valor de mais de 27 bilhões de dólares, de acordo com dados da empresa de análise Glassnode.

Grande parte desse valor -- mais de 500.000 bitcoins -- já estava no Grayscale Bitcoin Trust, que anteriormente era um fundo fechado antes de ser autorizado a ser relançado como um dos novos ETFs.

Os 11 ETFs registraram um total de entradas de 4,1 bilhões desde 11 de janeiro, de acordo com dados da CoinShares.

A entrada da maior criptomoeda do mundo no maior mercado de ações do planeta "marca o fim do início da fase de maturação e crescimento do bitcoin", disse a Glassnode.

Isso ecoou a opinião de muitos participantes do mercado, que disseram que o aumento da liquidez domaria a volatilidade do bitcoin ao longo do tempo.

O valor total do bitcoin negociado em bolsas de criptomoedas é de cerca de 500 milhões de dólares por dia, em média, disse Brent Donnelly, operador de câmbio e presidente da Spectra Markets. Em comparação, os ETFs de bitcoin à vista dos EUA registraram 4,6 bilhões de dólares em volume em seu primeiro dia de negociação.

Continua após a publicidade

"Eu presumiria que, mesmo quando as coisas se normalizarem, o valor do bitcoin negociado em dólares na NYSE será maior do que o que passa pelo blockchain", disse Donnelly.

No entanto, ainda é muito cedo para avaliar se os novos produtos de investimento em bitcoin conseguirão manter o interesse dos investidores no longo prazo, advertiram os participantes do mercado.

Mesmo que os volumes de negociação caiam à medida que a empolgação diminui, o aumento da liquidez do mercado pode levar ao lançamento de produtos derivados que apostam na volatilidade do bitcoin, de acordo com alguns observadores do mercado.

A forte alta nos meses que antecederam a decisão sobre os ETFs incentivou os investidores a fazer caixa, pressionando os preços. Depois de atingir um pico de dois anos de 49.033 dólares após a aprovação do ETF, a criptomoeda notoriamente volátil caiu 16%, para 40.267 dólares. Ela permanece cerca de 40% abaixo de seu pico histórico, de 69.000 dólares.

((Tradução Redação Brasília)) REUTERS VB FDC

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes