Encomendas de bens duráveis nos EUA ficam estáveis em dezembro

(Reuters) - As encomendas de produtos manufaturados de longa duração nos EUA ficaram estáveis em dezembro, de forma inesperada, em meio a uma queda em equipamentos de transporte, enquanto a demanda em outras áreas se manteve.

O Census Bureau do Departamento de Comércio informou nesta quinta-feira que a leitura estável em dezembro nas encomendas de bens duráveis -- itens que vão de torradeiras a aeronaves, que devem durar três anos ou mais -- seguiu-se a uma alta de 5,5% em novembro.

Os pedidos aumentaram 4,4% ano a ano em dezembro.

Economistas consultados pela Reuters previam que as encomendas de bens duráveis ​​aumentariam 1,1% em dezembro ante novembro.

A indústria transformadora, que representa 10,3% da economia, continua a ser prejudicada por taxas de juros mais elevadas, que reduzem a demanda por bens e aumentam os custos de investimentos.

As encomendas de equipamentos de transporte caíram 0,9% no mês passado, após um aumento de 15,3% em novembro. Já as encomendas de veículos automotores e peças subiram 0,4%.

De acordo com o Departamento de Comércio, as encomendas de aeronaves civis aumentaram apenas 0,4%, apesar de a Boeing ter informado em seu site que recebeu 371 pedidos de aeronaves civis, um salto em relação aos 114 de novembro. As encomendas de aeronaves de defesa caíram 2,9%.

As encomendas de bens de capital não relacionados à defesa, excluindo aeronaves -- um indicador observado de perto para os planos de gastos empresariais --, subiram 0,3%, após avançarem 1,0% no mês anterior, em dado revisado para cima.

(Reportagem de Lucia Mutikani)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes