Toyota pede que 50 mil donos de veículos nos EUA parem de dirigir e busquem reparos

Por David Shepardson

WASHINGTON (Reuters) - A Toyota Motor disse nesta segunda-feira que está pedindo que os donos de 50 mil veículos mais velhos nos Estados Unidos busquem reparos imediatos, porque um insuflador de airbag pode explodir e potencialmente matar os motoristas. 

A fabricante japonesa disse que o aviso “Não Dirija” cobre alguns modelos Corolla 2003-04, Corola Matrix 2003-2004 e RAV4s 2004-2005 com insufladores de airbag da Takata. 

Mais de 30 mortes ao redor do mundo, incluindo 26 nos EUA, e centenas de ferimentos em vários veículos da montadora desde 2009 estão relacionados aos insufladores de airbag da Takata, que podem explodir e soltar estilhaços dentro de carros e caminhões. 

Ao longo da última década, mais de 67 milhões de insufladores de airbag da Takata foram alvo de recall nos Estados Unidos, por mais de 20 fabricantes de automóveis, e mais de 100 milhões no mundo inteiro, no maior recall de segurança automotivo da história. 

A Toyota afirmou que o recall do RAV4 envolve o airbag do motorista. Os outros recalls são apenas do airbag do passageiro da frente. Em alguns modelos Corolla e Corolla Matrix, certos veículos também estão envolvidos em um segundo recall, já que o airbag pode ser acionado mesmo sem uma colisão. 

Houve outros alertas “Não Dirija” emitidos por outras fabricantes para veículos com insufladores velhos de airbag da Takata após colisões fatais. A Toyota se recusou a responder se o alerta “Não Dirija” foi motivado por um ferimento sério ou incidente fatal envolvendo um dos veículos. 

(Reportagem de David Shepardson)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes