Bolsas

Câmbio

Bovespa fecha em alta com recuperação do petróleo

Em um dia de recuperação de preços, o Ibovespa fechou em alta de 0,41% aos 58.020 pontos. O desempenho positivo do principal índice da bolsa de valores seguiu de perto a alta no preço internacional do petróleo e a valorização das bolsas americanas. O giro financeiro, no entanto, foi considerado fraco, de R$ 5,5 bilhões. "É um dia de recuperação de preços, mas o volume é fraco porque os investidores estão aguardando o fim do processo de impeachment e o discurso da presidente do Fed, Janet Yellen, na sexta-feira", diz Álvaro Bandeira, economista da Modalmais Home Broker.

A redução do volume financeiro foi comprovado pelos dados divulgados nesta tarde pelo Banco Central (BC) que mostram uma saída de US$ 692 milhões em agosto no mercado de ações, até o dia 19. Em julho, quando a bolsa de valores subiu 11%, houve um ingresso de US$ 2,334 bilhões.

Essa saída de recursos estrangeiros mostra a cautela do investidor em relação à votação do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, previsto para os próximos dias. "Mas também é um reflexo da calmaria do mercado devido às férias no hemisfério norte", diz um gestor de fundos em São Paulo.

Como a bolsa de valores acumula alta de 1,55% neste mês, as apostas são de que os investidores locais têm comprado ações. "Os volumes tendem a aumentar após a conclusão do impeachment e o fim das férias", diz um gestor.

Os dados do Banco Central (BC) mostram quanto entrou de dinheiro novo no mercado de ações e convergem para os dados divulgados pela bolsa de valores, que representam o estoque das operações. Segundo a bolsa, até o dia 19 de agosto, o investidor estrangeiro retirou R$ 135,790 milhões. No mês, o fluxo é negativo em R$ 1,024 bilhão e no ano o resultado é positivo em R$ 16,231 bilhões.

Entre as ações mais negociadas, os destaques de alta ficaram com os papéis ordinários da Fibria, que subiram 6,77%, seguidos pelas ações da Suzano Papel e Celulose, com alta de 4,60%. Entre os fatores que podem ter estimulando o movimento dessas ações está a alta do dólar comercial, que beneficia as companhias exportadoras. O dólar fechou com valorização de 0,99% a R$ 3,2327.

As ações da Petrobras também fecharam em alta, acompanhando a valorização do preço do petróleo. As ações ordinárias subiram 3,17% e os papéis preferenciais tiveram alta de 2,59%. O preço internacional do petróleo subiu após reportagem publicada pela agência Reuters que cita fontes da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) que afirmam que o Irã participará das negociações sobre um possível congelamento da produção do grupo, em setembro. O contrato de petróleo do tipo WTI fechou com alta de 1,46% a US$ 48,10 o barril.

As ações ordinárias da Vale subiram 2,01% e os papéis PNA tiveram alta de 1,54%.

Na ponta oposta, as maiores quedas do dia ficaram com os papéis ordinários das Lojas Renner ON, com baixa de 4,10%, Qualicorp, com queda de 3,14% e as ações ordinárias da Hypermarcas, com queda de 2,73%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos