Bolsas

Câmbio

EUA mantêm investigação sobre práticas comerciais da Bombardier

Representantes do governo americano disseram nesta sexta-feira (9) que vão continuar a investigar as práticas comerciais da fabricante de aeronaves canadense Bombardier, alimentando a disputa de interesse da Boeing, dos Estados Unidos, e da brasileira Embraer.


A Comissão de Comércio Internacional dos governo dos Estados Unidos votou hoje pela continuidade da investigação provocada pela Boeing, que acusa a Bombardier de praticar preços abaixo dos custos de produção para vencer uma concorrência na venda de 75 aviões para a Delta Air Lines, segunda maior companhia aérea americana, em um negócio de US$ 5,6 bilhões, fechado no ano passado.


A brasileira Embraer, que também disputou essa concorrência, acusa a Bombardier da mesma prática e levou o governo brasileiro a abrir um questionamento na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra o Canadá.


O Departamento de Comércio dos Estados Unidos informou na semana passada que pode introduzir tarifas extras ainda este ano sobre os jatos Bombardier CS100 se encontrar provas de que a companhia praticou irregularidades.


Como resposta, o governo do Canadá interrompeu também na semana passada as negociações para a compra de 18 jatos de combate fabricados pela Boeing.


A Bombardier defende que a investigação seja interrompida pois alega que seus aviões não competem diretamente com os da Boeing.


Os modelos da Bombardier são aeronaves com capacidade para 100 a 140 lugares, enquanto a Boeing atua numa faixa de mercado de aviões com mais de 150 lugares.


Por volta das 14h25, as ações classe A da Bombardier operavam na Bolsa de Toronto, no Canadá, com baixa de 3,47%, cotadas a 2,50 dólares canadenses (US$ 1,86). Os papéis da Boeing negociados na Bolsa de Nova York subiam 0,16% a US$ 190,23.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos