Bolsas

Câmbio

Queda de ações de bancos ofusca alta das commodities e Ibovespa cai

Os movimentos de curto prazo prevalecem no mercado de ações diante das incertezas políticas. Depois de o Ibovespa subir 1,80% no pregão de ontem, hoje os investidores venderam ações para embolsar os lucros. O índice encerrou o pregão com queda de 0,82% aos 61.675 pontos e com giro financeiro de R$ 5,9 bilhões.


O discurso do presidente Michel Temer, quase no final do pregão, não alterou a trajetória do Ibovespa. O presidente disse que acredita na Justiça e que não vai permitir que seja acusado de crimes que jamais cometeu. Ontem, a Procuradoria Geral da República (PGR) ofereceu denúncia contra o presidente por corrupção passiva. A denúncia será analisada pela Câmara dos Deputados, que precisa autorizar a abertura do processo contra o presidente por 2/3 dos votos, ou 342 deputados.


"Esse processo vai ser longo e um dos receios dos investidores é que as agências de classificação de risco possam rebaixar o país, afastando ainda mais os investimentos estrangeiros para o país", diz Ari Santos, gerente de mesa Bovespa da H.Commor DTVM. De acordo com dados da B3, até o dia 21 de junho, os investidores estrangeiros já retiraram R$ 1,518 bilhão da bolsa. Os dados do Banco Central (BC) mostram que até o dia 23 de junho, a saída de recursos estrangeiros é de US$ 1,376 bilhão.


A queda nas ações dos bancos ofuscou a valorização das ações das companhias siderúrgicas. Os papéis das instituições financeiras tiveram forte alta no pregão do dia anterior e hoje devolveram os ganhos. Hoje, as ações do Banco do Brasil recuaram 3,23%, os papéis ordinários do Bradesco tiveram baixa de 0,92%, as ações preferenciais do banco recuaram 1,12%, os papéis do Itaú Unibanco tiveram baixa de 0,90% e as unit do Santander caíram 2,55%.


Por outro lado, as ações das siderúrgicas tiveram as maiores altas do dia, puxadas pela valorização do minério de ferro e de dados econômicos na China. A tonelada do minério subiu 5,2% para US$ 59,70 a tonelada. A China divulgou que o crescimento do lucro das grandes empresas industriais cresceu 16,7% em maio na comparação com o mesmo período do ano anterior.


As ações da CSN subiram 5,67%, a maior alta do dia, seguidas pelos papéis da Bradespar, com ganho de 3,07%, as ações PNA da Vale, com alta de 1,83% e os papéis ordinários da mineradora, com valorização de 1,64%. A alta no preço das ações da Vale também teve reflexo do resultado da assembleia geral extraordinária.


Os acionistas votaram a favor da mudança no estatuto da companhia a aprovaram a conversão das ações preferenciais em ordinárias, com 78,14% de votos a favor. O presidente da empresa, Fábio Schvartsman, disse que a mineradora deverá fazer outra assembleia para eleger os dois primeiros conselheiros independentes da companhia.


As ações que mais caíram hoje foram as da Estácio, com recuo de 3,90%, e as da Kroton, com baixa de 3,11%. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) julga amanhã a fusão das duas companhias e a tendência majoritária é pela rejeição do negócio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos