Bolsas

Câmbio

Dólar tem viés de alta, mas segue na casa de R$ 3,15

O dólar inicia os negócios desta quarta-feira em alta, após oito sessões consecutivas de queda. A variação, entretanto, é apenas modesta e sugere algum ajuste de carteira, enquanto as divisas emergentes tampouco se afastam dos pontos de estabilidade.


O movimento desta manhã ocorre após recuo quase generalizado da moeda americana. A leitura no exterior é de que as dificuldades do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de avançar com sua agenda econômica de que e os dados fracos no país diminuem as chances de novo aperto monetário nos EUA em 2017. Diante deste contexto, não se descarta a possibilidade de extensão - mesmo que num ritmo mais fraco - da tendência de queda do dólar.


No Brasil, os números de fluxo cambial no Brasil devem trazer mais detalhes sobre o contexto da atual baixa do dólar ante o real. Às 12h30, o Banco Central (BC) divulga os resultados da segunda semana de julho, período de queda sequencial da moeda dos Estados Unidos. Até ontem, a divisa acumulava oito baixas seguidas, contribuindo também para pressão sobre os juros futuros.


Às 9h32, o dólar comercial subia 0,05%, cotado a R$ 3,1582.


O contrato futuro para agosto, por sua vez, operava com avanço de 0,06%, a R$ 3,1655.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos