Bolsas

Câmbio

Atividade de fusão e aquisição recua no 1º semestre, segundo Anbima

A atividade de fusão e aquisição de empresas recuou no primeiro semestre deste ano na comparação com igual período de 2016, segundo dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Em volume financeiro, a queda foi de 46,8%, para R$ 32,7 bilhões. Em quantidade, a retração ficou em 25,5%, para 44 transações.


O maior número de operações se deu na faixa de negócios entre R$ 20 milhões e R$ 99 milhões, que representaram 43,2% do total. É o maior patamar atingido pelo menos desde 2012.


Em relação ao tipo de comprador, a Anbima mostra que a maior movimentação ocorreu entre empresas brasileiras, cujos negócios somaram R$ 12,5 bilhões. A cifra considera, porém, a reestruturação societária da Valepar, que somou R$ 7,36 bilhões.


As aquisições entre companhias estrangeiras atingiram R$ 8,5 bilhões. Depois, ficaram as empresas estrangeiras comprando ativos brasileiros, com R$ 8,3 bilhões, e as locais comprando internacionais, com R$ 3,4 bilhões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos