Bolsas

Câmbio

Cármen Lúcia detalha contracheques de ministros e servidores do STF

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, determinou que o site da corte disponibilize, em detalhes, os contracheques de seus ministros e servidores.


A medida atende a resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que definiu a necessidade de dar transparência aos dados sobre salários e benefícios dos funcionários do Supremo, frente aos casos das remunerações que ultrapassam o teto constitucional.


Pela Constituição Federal, nenhum servidor público pode receber mais do que o salário de um ministro do STF, hoje em aproximadamente R$ 33 mil.


O portal do Supremo, a partir de agora, passa a pormenorizar itens como vantagens pessoais, licença-prêmio, indenização de férias, serviços extraordinários, passagens e diárias. O acesso está disponível no menu "Transparência". Antes, o salário dos ministros e servidores era mostrado de forma consolidada, sem esse detalhamento.


A decisão se alinha à portaria do CNJ que determinou que todos os tribunais brasileiros enviem os dados relativos aos pagamentos feitos a juízes de todas as instâncias, especificando valores relativos a subsídios e eventuais verbas especiais de qualquer natureza.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos