Bolsas

Câmbio

Mexicana Femsa terá novo comando a partir de janeiro de 2018

A Fomento Económico Mexicano (Femsa), maior engarrafadora da Coca-Cola na América Latina, anunciou nesta quarta-feira que seu atual presidente-executivo, Carlos Salazar Lomelín, vai deixar o cargo em 1º de janeiro de 2018, após 45 anos de carreira na companhia. Ele será substituído por Eduardo Padilla Silva, atualmente diretor financeiro e corporativo da Femsa.


Padilla ingressou na Femsa em 1997 e, desde então, passou por diversos cargos, incluindo presidente da Femsa Comercio por 16 anos e diretor financeiro e corporativo da Femsa nos últimos 20 meses. De acordo com a companhia, em seu novo papel, o executivo e sua equipe "vão colocar todo seu talento e energia para levar a Femsa a novas etapas de crescimento".


A Femsa informou que anunciará "no devido momento" o novo de diretor financeiro e corporativo da companhia.


Segundo a Femsa, Salazar foi fundamental para transformar a companhia em uma indústria de produção e distribuição de bebidas, com operações em toda a América Latina e presença crescente no Sudeste Asiático. O executivo permanecerá no conselho de administração da Femsa e também atuará como conselheiro do presidente do conselho de administração.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos