Bolsas

Câmbio

IGP-DI avança 0,80% em novembro puxado pelos preços no atacado

O Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 0,80% em novembro, após elevação de 0,10% um mês antes e de 0,05% em novembro de 2016. No acumulado do ano e em 12 meses, o indicador ainda está no campo negativo, com recuo de 1,15% e de 0,33%, respectivamente.O índice foi calculado com base nos preços coletados entre os dias 1º e 30 do mês passado.


Com maior peso no IGP, de 60%, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA)deixou queda de 0,03% em outubro para avanço de 1,06% um mês depois. Entre os estágios dentro do IPA, Bens finais saíram de alta de 0,29% para 0,61% entre um mês e outro. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo combustíveis para o consumo (1,06% para 10,02%).


Bens Intermediários aumentaram 1,98%, ante 1,22% no mês anterior, influenciados por combustíveis e lubrificantes para a produção (0,54% para 7,02%). Por sua vez, as Matérias-Primas Brutas foram de recuo de 1,92% em outubro para acréscimo de 0,52% em novembro, refletindo os itens minério de ferro (-12,35% para -3,75%), leite in natura (-7,49% para -1,10%) e mandioca ou aipim (1,49% para 6,37%), além de milho em grão (8,85% para 3,85%), laranja (4,89% para 0,44%) e aves (4,06% para 2,77%).


Com peso de 30% nos IGPs, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) aumentou 0,36% em novembro, vindo de uma alta de 0,33% um mês antes. Das oito classes de despesa avaliadas, a maior contribuição partiu de Transportes (0,08% para 0,80%). Nessa classe de despesa, a FGV destaca o comportamento do item gasolina (-0,18% para 3,17%).O núcleo do IPC teve alta de 0,23%, depois de marcar avanço de 0,24% em outubro.


Com os 10% restantes do IGP, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou em novembro a mesma taxa de variação do mês anterior, de 0,31% de alta. O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços teve elevação de 0,63% e aquele que representa o custo da mão de obra subiu 0,05%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos