Bolsas

Câmbio

Dólar destoa do exterior e fecha em alta ante o real

O dólar conseguiu anular a queda registrada ao longo do dia e fechou em leve alta frente ao real nesta segunda-feira. O real teve um desempenho aquém de seus pares nesta sessão, após dias superando outras divisas emergentes. O volume de negócios foi o menor desde 4 de setembro do ano passado. Menos de 173 mil contratos de dólar futuro foram negociados até o momento.


A ausência de notícias domésticas de peso e o próprio patamar da taxa de câmbio, que chegou a tocar hoje R$ 3,1917 - mínima desde 23 de outubro -, ajudaram a chamar alguma demanda por compra. A redução das perdas do dólar no exterior consolidou a virada da moeda nas operações locais.


No fechamento, o dólar comercial subiu 0,13%, a R$ 3,2101. Na máxima, foi a R$ 3,2121 (+0,20%), depois de recuar 0,44% na mínima.


Apesar do fraco desempenho nesta sessão, neste ano o real tem o quarto melhor desempenho, em alta de 3,22%. O movimento de hoje reforça a percepção de que o otimismo externo ainda pode ser contido pelas incertezas no campo doméstico. No curto prazo, o principal foco do mercado é o julgamento do ex-presidente Lula (marcado para o próximo dia 24), que no cenário-base de investidores será impedido de concorrer às eleições de 2018.


A ausência hoje de novidades nesse tema abriu espaço para alguma estabilização do real, evidência de que o mercado já embute nos preços o cenário de condenação do ex-presidente. Dito isso, fica claro que o dólar tem espaço de alta caso o mercado seja surpreendido por um resultado que mantenha as chances do petista de concorrer às eleições.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos