Bolsas

Câmbio

Sindigás reclama a falta de uma política de preços para GLP industrial

A falta de uma política de preços para o gás liquefeito de petróleo (GLP) a granel, vendido para indústrias e comércio, reforça a diferença de preços entre o gás vendido para as residências (o botijão de 13 quilos, P-13, que possui uma política definida) e indústrias.

A avaliação é do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás).

"O Sindigás reforça que falta ainda uma política de preços para o GLP industrial, destinado a embalagens acima de 13kg, o que aumenta a diferença de preços entre o GLP residencial e o industrial e ainda o ágio cobrado pela Petrobras em relação ao preço praticado no mercado internacional para o produto, destinado aos setores Comércio e Indústria – os que mais vêm sofrendo com a crise econômica", avalia o Sindigás, em nota à imprensa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos