Bolsas

Câmbio

Hapvida entra com pedido de oferta inicial de ações na CVM

A operadora de planos de saúde Hapvida protocolou na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) seu pedido de registro de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).


A expectativa é que a operação seja realizada no segundo trimestre e movimente entre R$ 2 bilhões e R$ 3 bilhões, conforme noticiou o Valor em janeiro. As ações serão listadas no Novo Mercado da B3.


A oferta será primária e secundária. Ou seja, parte dos recursos irá para o caixa da Hapvida e outra parcela, para os acionistas vendedores.


Com sede em Fortaleza, a companhia é controlada pela família Koren de Lima e tem atuação concentrada no Norte e no Nordeste.


A Hapvida planeja usar os recursos captados na oferta para expansão de suas atividades no Norte e no Nordeste e para entrar nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. De acordo com o prospecto preliminar da operação, o crescimento poderá ser orgânico ou por meio de aquisições.


O BTG Pactual é o coordenador líder da oferta. Bank of America Merrill Lynch e Goldman Sachs também participam da operação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos