PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Ibovespa cede à realização de lucro, mas deve seguir aos 89 mil pontos

27/02/2018 17h15

O Ibovespa dá sequência nesta tarde ao movimento de correção e segue em campo negativo após a fala de Jerome Powell, novo presidente do Fed (BC americano), servir de argumento para uma realização de lucro dos investidores.


Às 17h08, o Ibovespa cedia 0,80%, aos 86.964 pontos, depois de atingir uma mínima nos 86.613 pontos.


No começo da tarde, o novo dirigente do Fed fez colocações sobre a alta de preços na economia dos Estados Unidos que reforçaram a pressão sobre as bolsas ao intensificar o debate sobre o ritmo do aperto monetário no país. Isso serviu de argumento para os investidores aproveitarem a alta da bolsa brasileira por nove pregões consecutivos e embolsarem lucros.


Mas, apesar da correção, o movimento do Ibovespa ainda é visto como bastante forte por operadores. Em relatório de análise gráfica hoje, o Itaú BBA destaca que o Ibovespa já rompeu a primeira resistência em 87.358 pontos e está "com o caminho livre" para seguir alta no curto prazo, com próxima meta em 89 mil pontos. Mesmo se perder esse nível, a tendência ainda é positiva se mantido o suporte inicial, de 86 mil pontos.


Nos destaques das ações, CCR sobe 5,16%, a R$ 13,05). A concessionária tem hoje uma recuperação depois de dois dias de quedas fortes e uma perda de valor de mercado de R$ 4,6 bilhões, na sequência da notícia de que ela teria sido citada em delação da Lava-Jato.


A mineradora Vale opera em queda de 0,61%, a R$ 47,11.