Bolsas

Câmbio

Cade aprova a venda da Cremer para a CM Hospitalar

O superintendente geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a venda da Cremer para a distribuidora de medicamentos e produtos de saúde CM Hospitalar, do grupo Mafra, conforme fato relevante divulgado nesta segunda-feira (19).

No dia 27 de novembro de 2017, a Cremer anunciou que o fundo de investimento em participações Tambaqui vendeu sua participação de 91,09% para a CM Hospitalar por R$ 499,173 milhões, ou R$ 17,58 por ação. A CM faz parte do grupo Mafra e tem como acionistas os empresários Carlos Mafra e Cleber Ribeiro, com 63% de participação, e a DNA Capital, empresa de investimentos da família Bueno, fundadora da Amil, com os 37% remanescentes.

Segundo o fato relevante divulgado hoje, a decisão, porém, ainda está sujeita a recursos por 15 dias e o fechamento da venda depende do cumprimento das demais condições estabelecidas no contrato, como a obtenção de consentimentos dos credores e determinadas contrapartes em contratos relevantes. "O Tambaqui FIP e a CM Hospitalar não esperam que as condições acordadas sejam impeditivas para o fechamento, podendo ser cumpridas", informaram, no fato relevante.

Após a conclusão da operação, a CM Hospitalar submeterá à CVM o pedido de uma oferta pública obrigatória para a aquisição das ações (OPA) em até 30 dias e cancelamento do registro de companhia aberta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos