ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Ibovespa fecha em alta, impulsionado por Eletrobras e varejistas

26/03/2018 18h04

Em um dia marcado pelo baixo volume de negociações, o Ibovespa terminou a sessão em alta e voltou ao nível de 85 mil pontos. Apesar do bom desempenho das blue chips em meio ao otimismo global, as ações da Eletrobras e do setor de varejo foram os destaques do dia, registrando fortes altas ? Magazine Luiza ON renovou sua máxima de fechamento.

O Ibovespa encerrou o pregão em alta de 0,84%, aos 85.088 pontos, após oscilar entre a mínima de 84.357 pontos (-0,02%) e a máxima de 85.553 pontos (+1,39%).

O giro financeiro do índice, contudo, ficou bastante abaixo do normal, totalizando R$ 5,97 bilhões nesta segunda-feira, o menor volume diário em março. Até o pregão da última sexta-feira (23), o montante médio por sessão neste mês era de R$ 8,68 bilhões.

No início do dia, o Ibovespa chegou a acompanhar o otimismo global e as bolsas americanas, operando com valorização superior a 1%. No entanto, o movimento perdeu força no mercado brasileiro no início da tarde, fazendo com que o índice se descolasse do Nasdaq, S&P 500 e Dow Jones ? a percepção de menores tensões comerciais entre EUA e China fez os índices americanos terminarem o dia com altas de mais de 2,5%.

A partir da segunda metade do dia, ganharam força os papéis que se beneficiam diretamente do cenário de menores juros no país, com destaque para Magazine Luiza ON, que fechou em alta de 5,49%, a R$ 100, novo recorde de fechamento para os papéis.

Embora analistas não identifiquem um fator pontual para o bom desempenho da varejista nesta segunda-feira, as boas perspectivas para o crescimento da empresa e ajustes técnicos do papel ? um operador destaca o rompimento de um patamar de resistência na semana passada, por volta de R$ 95 ? abrem espaço para novas valorizações.

Ainda entre os papéis ligados à Selic que fecharam o dia no azul, destaque para as units da Via Varejo (+4,69%) e Cyrela ON (3,59%). A incorporadora viu suas ações terem a recomendação elevada para compra pelo J.P. Morgan, com preço-alvo subindo de R$ 15 para R$ 17 por papel.

Destaque também para Eletrobras ON (+7,41%) e Eletrobras PNB (+6,94%), maiores ganhos do Ibovespa no dia. Mais cedo, a empresa lançou um plano de demissão consensual (PDC), com o objetivo de gerar economias da ordem de R$ 890 milhões ao ano.

As blue chips também tiveram um dia positivo. Petrobras PN (+1,29%) teve o maior giro financeiro do dia, com R$ 657 milhões. Vale ON (+0,96%) e Itaú Unibanco PN (+1,24%) também aparecem entre os papéis com os maiores volumes da sessão.

Na ponta oposta, BRF ON (-2,68%), Kroton ON (-1,75%) e CCR ON (-1,74%) apresentaram as maiores perdas do dia.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia