Bolsas

Câmbio

Iata reduz a previsão de lucro para companhias aéreas este ano

A Associação Internacional do Transporte Aéreo (Iata), que reúne as 275 maiores companhias de aviação do mundo, reduziu a projeção do lucro do setor este ano de US$ 38,4 bilhões para US$ 33,88 bilhões.

A revisão na estimativa de ganhos das companhias aéreas este ano foi determinada pelo aumento dos custos, em especial combustíveis e salários.

Apesar do corte na expectativa de lucro para este ano, as companhias aéreas vão apurar em 2018 um ganho maior que o reportado em 2017, que foi de US$ 38 bilhões, segundo a Iata.

A entidade projeta que as companhias aéreas terão em 2018 uma margem líquida de 4,1% e um retorno sobre o capital investido de 8,5%, abaixo dos 9% apurados em 2017.

"A rentabilidade está se mantendo em 2018, apesar dos custos crescentes. As bases financeiras do setor estão fortes com uma tendência que começou em 2010. O retorno sobre o capital investido deve exceder o custo de capital pelo quarto ano consecutivo. Isso permite às companhias aéreas financiar o crescimento, expandir o emprego, fortalecer os balanços e recompensar os investidores", disse o presidente da Iata, Alexandre de Juniac.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos